Translate

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

VIA VAREJO - UMA FRAÇÃO DO QUE É TRABALHAR NESSE GRUPO


Elaborei esse relato e encaminhei à um dos homens mais poderosos dentro de um dos maiores grupos do Brasil.
Compartilho com quem tiver interesse em saber, o que ocorre no dia-a-dia de um vendedor das lojas das Casas Bahia ou Ponto Frio.
A/C Sr. XXXXX XXXXXXX

Meu nome é Adelson Gomes da Silva Junior, sou colaborador da filial 0718/Ponto Frio em São Miguel Paulista, matrícula 2900998.
Em meu primeiro acesso a esse canal de comunicação com a empresa; venho, infelizmente, relatar minha total e irremediável decepção quanto às condutas, política, filosofia e atuação da empresa junto aos seus colaboradores.
Meu registro foi realizado em 10.01.2017.
Passei por todo processo de entrevista, após ter deixado meu currículo na filial aonde trabalho por volta do dia 04/11/2016.
Tudo já começou de maneira errada, quando em apresentação da empresa, me foi passado que eram oferecidos um salário de R$ 1.500,00 + comissões referentes às vendas, vale-refeição, vale-alimentação, vale transporte, além dos convênios médico e odontológico.
Ao receber minha CTPS, me surpreendi com a informação no registro referente ao valor de remuneração. No campo destinado a essa informação consta: Remuneração variável. 
Em meu primeiro hollerith observei, que o valor de R$ 1.500,00 era mentira, pois o valor considerado como piso é de R$ 1.196,00 e sendo esse o piso, não é o valor fixo mais a comissão e sim o valor mínimo a ser pago.
Além disso, não existe o tal vale-refeição.
Com tudo isso e por; "é claro"; necessidade continuei na empresa, apostando no que me era informado por colegas de mais tempo de casa.
Minha insatisfação iniciou-se no mês de agosto, quando começaram as mudanças na composição da remuneração. 
Logo à seguir iniciaram-se contratações e transferências para completar; oque é considerado pela empresa como; o quadro ideal.
Realizando uma conta simples; com base no quadro atual de 19 vendedores, (lembrando que uma das colaboradoras está de licença maternidade); cheguei à uma conclusão:
- Se a meta de um vendedor é de R$ 95.000,00/mês e a comissão média por venda é de 1,3%, esse vendedor terá uma média de renda sobre a venda de produtos de R$ 1.235,00; (levando em consideração que cumpra exatamente com sua meta e lembrando que o mesmo terá que concorrer com 18 outros vendedores para cumprir essa meta). Com base; ainda nessa meta; digamos que o vendedor cumpra também com a meta de serviços. Isso lhe daria uma premiação de R$ 712,50. Somando ambos os ganhos temos R$ 1.947,50. Levemos em consideração agora, que esse vendedor ganhe a premiação adicional dos quatro pilares, que hoje; já verifiquei junto a alguns colegas; não ultrapassa R$ 400,00. Temos então, uma remuneração bruta de R$ 2347,50.
Desculpe-me, mas não foi isso que me informaram como ganho, sequer médio, para trabalhar no grupo.
Além disso, me deparei e; acredite; lutei para me adaptar, aceitar e superar uma realidade corporativa, que jamais havia vivido e que me surpreendeu.
Não sei se; e quero acreditar que não; é de conhecimento das diretorias de RH, Jurídica e Financeira do grupo, algumas situações, que ao meu ver podem ser consideradas como absurdas.

* As Condições e Organização da Loja:
- Periodicamente e de acordo com a necessidade é passada aos colaboradores da loja, uma lista para arrecadação de dinheiro para compra de detergente a ser utilizado na cozinha para lavar a louça utilizada pelos colaboradores. (Lembrando que utilizamos as dependências da cozinha da loja para esquentar marmita e realizar refeições, por não termos condição de pagar pelo almoço todos os dias);
- Já ocorreu a mesma situação para a compra de papel higiênico e sabonete a ser utilizado no banheiro, além de ficaremos longos períodos sem toalhas de papel;
- Nos é imposto a tarefa de limpeza de mesas, prateleiras, fogões, geladeiras, máquinas de lavar e demais produtos e setores da área de venda;(caraterizando acúmulo de funções); porém por diversas vezes, também, nos é cobrado que levemos produtos de limpeza, panos, buchas, etc..., para executar tais funções. (Lembrando, que às vezes não temos o sabonete, para lavar as mãos após realizar tais trabalhos de limpeza);
- A tarefa de confeccionar cartazes promocionais; com a utilização de pincéis atômicos em papel A1; é delegada a vendedores, mesmo quando existe um profissional; cartazista; confeccionando esses cartazes e sendo pago para isso, caracterizando ao meu ver, mais um acúmulo de função;
- Como todos os dias existe a necessidade de verificar e trocar cartazes de preços, a indisponibilidade de cartazes adequados a cada sazionalidade é permanente; havendo a necessidade de utilizar cartazes tais como os de SALDÃO, ÚLTIMA PEÇA...etc., em períodos de sazionalidade regular.
"Todos esse pontos são observados com constante incidência, provocando desacordo e desmotivação junto à nós colaboradores, não só pelo descaso nas necessidades operacionais, de higiene, de convívio comum e obrigatoriedade no cumprimento de funções alheias à venda, como também pela forma de coação utilizada.
Como; a mesma empresa, que enviou dois de seus principais representantes para doar R$ 1.250.000,00 ao Teleton; pode permitir faltar papel higiênico, sabonete e toalha de papel nos banheiros de seus funcionários????? (Sem discutir a questão do provável abatimento desse valor no imposto de renda)".

* As Avaliações de Satisfação, Auditorias para o MOVVE* e utilização do Blog:
- Em todas as avaliações de satisfação às quais fomos submetidos; nesse ano; sofremos pressão no preenchimento das mesmas, quando o responsável pela gestão da loja nos coagia a responder segundo sua orientação, fazendo com que a maioria dos colaboradores respondesse a pesquisa somente com seu acompanhamento;
- Somente nos dias que anteciparam as auditorias do MOVVE* e durante suas realizações é que existia; principalmente por parte do gestor da loja; a preocupação em cumprir com as práticas, preenchendo formulários; tais como o de PASSO ATRÁS*; de forma fraudulenta, colhendo a assinatura dos colaboradores sem nem mesmo ter avaliado parte de um atendimento durante sua execução;
- Foi imputada a todos os colaboradores da loja, a ideia de que para utilizar o Blog teríamos que, antes, compartilhar o conteúdo com o gestor da loja para que o mesmo a editasse num "formato mais adequado".
"Acredito fielmente, que o intuito de existirem tais avaliações, programas de padronização operacional e canais de acesso entre colaboradores e setores da empresa seja melhorar os resultados, o ambiente de trabalho e o nível de satisfação dos colaboradores; como um todo.
Isso promoveria um olhar por parte dos colaboradores, em que o grupo seria visto com maior seriedade e sendo reconhecido como uma organização que realmente se preocupa com os colaboradores, mas oque observamos é uma tratativa manipuladora de resultados, onde tudo é visto pela empresa como estando em perfeita ordem".

*A Condução Operacional, Exposição Pessoal e Tratativas contrárias à Legislação Trabalhista:
- Em inúmeras situações pode-se observar ocorrências de protecionismo junto à determinados colaboradores e certa perseguição à outros.
Uma situação incorrente é referente ao uso da vestimenta adequada ao trabalho; independentemente do uniforme ou não; onde ocorre a permissão do uso de roupas justas, transparentes e por vezes até indecentes para algumas colaboradoras, porém; em contra partida; obriga-se outros colaboradores a comprar calça para a substituição da usada no momento. Isso ocorreu simplesmente pelo fato de a calça estar desbotada ou ser jeans; apesar de preta. Isso já ocorreu também com relação ao calçado, que na ocasião o colaborador estava com seu sapato molhado pela chuva que o pegou no dia anterior, na hora de sua saída do trabalho. 
- Ocorre com frequência, a negociação e venda de produtos; (em sua maioria televisores e celulares); à clientes específicos, que se beneficiam de um desconto incomum, por alegarem que trabalham com a revenda dos produtos adquiridos. Esses descontos variam de 7,5% à 15%.
Comento a respeito desse fato, pois por mais de uma vez já tive vendas prejudicadas pela não autorização de descontos exigidos pelos clientes. Em uma das vezes o cliente estava realizando a compra de um televisor de 55", no valor de R$ 4.599,00 e solicitando um desconto de R$ 49,99; o que representa apenas, cerca de 1% do valor do produto adquirido. Na ocasião a resposta dada a mim e ao cliente foi de que o mesmo teria que comprar um serviço para que o desconto pudesse ser aplicado ao serviço, mas ao produto não. O que caracteriza prática proibida por lei.
- Ocasionalmente e por motivos desde pessoais até estratégicos, a gestão da loja incorre em comportamentos que expõem os colaboradores da loja, realizando comentários provocativos, com tom de ameaça e por vezes; até a promover; o bullyng.
Tais comentários são feitos tanto na presença de outros colaboradores, quanto na presença de clientes e até mesmo durante o atendimento.
- A prática de obrigatoriedade de venda de serviços; não importando quais os artifícios adotados; tem se difundido entre os gestores. Situações como o travamento de acesso ao sistema, caso o vendedor não agregue serviços à venda do produto tem se tornado mais comuns dia-a-dia. Situações como gritos e murro em mesas também tem se tornado cada vez mais comuns.
No dia 29/12/2017 fui surpreendido pelo meu gestor, quando ao finalizar uma venda de um Hometheater no valor de R$ 1.399,00 mais um aspirador de pó de R$ 149,90, tive meu acesso ao sistema bloqueado.
Ao questionar o que havia ocorrido recebi como resposta, que o Erro 153 apresentado na tela referia-se a "EFICIÊNCIA ABAIXO DA MÉDIA" e que só seria possível realizar outra venda de produto se houvesse a venda de serviço vinculada. Porém ao tentar acessar o sistema para consulta e negociação pela tela S2DA, essa também estava bloqueada. Questionando como faria para continuar trabalhando sem acesso algum ao sistema, meu gestor foi enfático em sua atitude; estendeu-me a mão e num gesto irônico disse-me: Adelson, pode ir embora para casa. O fato ocorreu por volta das 12:30h e meu gestor fez questão de afirmar que não seria necessário marcar minha saída, pois meu ponto seria justificado pela CAL* da loja.
"Noto, que em diversos aspectos, o Gestor; que deveria ser o porta-voz e defensor da empresa junto aos funcionários, para evitar todo e qualquer tipo de transtorno; tem realizado práticas; que podem promover maiores problemas, que o não cumprimento de uma meta de vendas ou de serviços."

Tenho conhecimento e a confirmação; por parte de outros funcionários com mais tempo de empresa; de que tudo aqui relatado, não faz parte da realidade apenas da loja na qual trabalho e em conversas argumentativas com muitos desses colegas me cansei de ouvir a confissão comodista: Não adianta falar nem fazer nada, sempre foi assim!
Talvez esse comodismo é que seja a causa desse abismo enorme, existente entre o como deveria ser e o como é realmente.

Despeço-me, agradecendo; caso tenha lido todo o relato; e fazendo votos de que sejam tomadas providências, para que àqueles que permanecerem na empresa ocorram mudanças de forma a tornar o trabalho, a convivência e as condições dentro das lojas satisfatórias tanto para os colaboradores quanto para a empresa.
Afirmo ainda; que desde já; estou em busca de uma nova colocação profissional, mas que enquanto pertencer ao quadro de funcionários da empresa continuarei difundindo meu ponto de vista e lutando para defendê-lo.

*MOVVE = Modelo Operacional Via Varejo de Excelência.
*PASSO ATRÁS = Prática em que o Gestor de Loja ou Vendedor Líder faz o acompanhamento de um atendimento; desde o início na recepção do cliente, por parte do vendedor, até seu final.
*CAL = Coordenadora Administrativa de Loja.

25 comentários:

  1. Respostas
    1. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por AJUDAR a expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  2. caro colega vc nao está satisfeito pede a conta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc deve ser mais um dos funcionários que são submisso a tudo,e sabe onde vai chegar com isso ?? na Caixa Econômica..
      Se liga .. ele fez o que muitos funcionários gostaria de fazer..��

      Excluir
    2. Vlw seu baba ovo! Deve ser um bosta que não arrumaria nada caso saísse da empresa!

      Excluir
    3. Quero agradecer aos comentários; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  3. Pede pra sair??ele tá expondo o problema que eh comum a todos,vc deve ser mais um bucha que defende a empresa e se contenta com migalhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  4. eu discordo, pois ele está falando do que ocorre na loja dele.. mas não é o mesmo que ocorre na minha.. então não pode generalizar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode não ocorrer alguns fatos na sua loja, mas com certeza alguns deles acontecem! Principalmente desvios de função... ou vai dizer que vc não limpa produtos e gôndolas? Nunca entrou no estoque pra entregar produto por falta de funcionário? Nunca embutiu um serviço pq seu gerente tava no seu pé? Na sua loja nunca faltou material de limpeza? Nunca faltou cartaz? Seus colegas não fazem cartazes a mão pra colocar na porta de loja? Se nada disso acontece, com absoluta certeza, vc não trabalha na Via Varejo!
      Abraço!

      Excluir
    2. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  5. Muitas coisas são verossímeis, outras não vi acontecer, fui funcionário da via varejo (casas Bahia)por 10 anos,e posso dizer com propriedade, muitas coisas desse tipo acontecem,mas infelizmente estamos vivendo uma situação em que nem sempre é possível pedir as contas ,como o amigo sugeriu acima, provavelmente não tem contas a pagar.Conselho que te dou é,arrume outra coisa antes de pedir as contas, não saia sem ter nada em vista.
    Vlw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  6. to a 4 anos e nunca recebi menos de 3400,00 e ja cheguei ate a 5700,00...vende mais e reclama menos que final do mes vai ver filho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caralhoooo. Esse é foda! Parabéns amigo! Tu deve vender uns 300mil todo mês e fazer uns 50mil de serviço!
      Agora tenho certeza que o mundo fantástico de Oz existe! Manda um tijolinho dourado pra mim!

      Excluir
    2. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  7. Na minha filial o gerente faz venda a torto e a direta para a vendedora líder. Independe de estar no horário da prática, toda venda é da líder. Dois vendendo por um é massa né?
    Eu tô contando as horas para a magazine Luiza me chamar pra eu meter o pé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Não existe um lugar pior que o Magazine Luíza pra se trabalhar, se você acha que vai sair das Casas Bahia e O Lixo Luíza é melhor, converse com os vendedores, você não vende pois não pode dar desconto por conta da margem, pra bater a cota você tem que bater a margem, e todos os serviços possíveis e imaginários, além de toda a palhaçada você é obrigado a fazer telemarketing, ligar para os clientes oferecendo produtos, Deus me livre desse lixo, trabalhei lá 3 meses e saí fora, não existe lugar bom no comércio para se trabalhar hoje em dia e como se não bastasse você bate a cota e ganha menos do que quem não bateu, tem reunião pra falar bosta todo dia, tem que rezar e cantar o hino do lixo luíza, pergunte se tudo que te disse não é verdade. A Casas Bahia é um lixo, mas não tem tanta palhaçada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  10. Adorei a postagem, a empresa Via Varejo já foi boa pra ganhar dinheiro, hoje é muito difícil pra se ganhar dinheiro e sem contar que qualidade de vida não há, trabalhei muitos anos na filial 1002 em Diadema, SP, na filial onde eu trabalhei, não tínhamos água potável para beber, pois a caixa de água ficava aberta, tivemos que comprar um filtro de água e todos os meses eram recolhidos dinheiro dos colaboradores para comprar o galão de água e café, sempre fui precavida e guardava todas as notas fiscais, a empresa exige sapato preto e calça na cor preto, guardava todas as notas, imaginem quantas notas eu tinha ao longo dos anos que eu trabalhei e etc... Funcionário na minha opinião tem que lembrar que não tem só a Via Varejo pra trabalhar, pois na maioria das vezes nos acomodamos com a situação, mas saia da empresa com outra coisa em vista agora se você estiver de saco cheio, tem advogados que são especialista em Via Varejo, exemplo http://www.arellaro.adv.br/ e http://calamari.adv.br/ marque uma reunião, com eles veja o que é possível fazer se você for mandado embora não tenha dó da empresa, pois ela não tem dó de você, fica a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
      Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
      Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
      https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
      https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

      Excluir
  11. Boa noite

    A via varejo se tornou lojas de seguros e serviços, onde maioria cerca de 90% levam varias folhas A4 sem saber o que estão comprando! Venda casada e embutida, DESCONTO?? jamais somente para embutir serviço. Somos obrigados Ainda a realizar treinamento de serviço, sendo no final um botão onde concordamos q não cometemos tal crime(Venda Casada), metas absurdas de serviços, premiações amaradas em CDC eficiência e Desconto ! A SUSEP que deveria fiscalizar isso nada faz( Deve receber por isso), nos computadores de atendimento Ainda tem uma tarja E PROIBIDO CONDICIOBAR DEECONTO A AQUISIÇÃO DE SERVIÇO KKKKKKK brincadeira né!

    ResponderExcluir
  12. Quero agradecer ao comentário; não por concordar comigo; mas por expor a realidade vivencial nesse grupo.
    Acredito que com argumentos sérios, justos e cabíveis toda e qualquer empresa se torne não simplesmente boa, mas perfeita para se trabalhar.
    Se for possível; gostaria de solicitar que compartilhe os links abaixo, pois são os links de acesso ao relato sobre o Grupo Via Varejo.
    https://conversasecontroversas.blogspot.com.br/2018/01/via-varejo-uma-fracao-do-que-e.html
    https://www.facebook.com/ConversaEControversa/photos/a.609544319175892.1073741825.268076786655982/1159854797478172/?type=3&theater

    ResponderExcluir